sábado, dezembro 01, 2012

A Graça do Deus Único e Verdadeiro


A Graça o Perdão e a Benevolência Deus dá porque quer, ninguém o obriga, é como o pai e a mãe que dão tudo ao seu bebé que acabou de nascer. A graça de Deus manifesta-se em amor, gozo, paz, longanimidade, bondade, fé mansidão e temperança. (Gl 5:22). A graça do ser humano, manifesta-se num amor constante, por Deus e pela pessoa e pela boa criação de Deus. A graça está relacionada com a aliança, baseada no sangue do Senhor Jesus Cristo. No matrimónio até é usado um anel que simboliza a união matrimonial, que não deve ser dissolvida. O marido está em aliança com sua esposa, assim como Deus está em aliança com o seu povo. Deus tem misericórdia de mim porque está em aliança comigo, por isso ainda não me destruiu. (Lm 3:22). Baseado nesta aliança, Deus me salva, sara, e me livra de todo o mal, que o diabo intenta trazer-me. (Os 6:1-7). A graça de Deus, tem sido manifestada ao seu povo de Israel, desde que Jacob nasceu. (Jr 31:1-14). Israel, que era Jacob, precisou da graça ou perdão do seu irmão Esaú, desde que este ficou zangado com ele. (Gn 33:1-11). E, porque Deus estava ajudando o José filho de Jacob, o Pai Celestial deu a Putifar, o seu senhor, capacidade de manifestar a sua graça para com o seu escravo. (Gn 39:1-6). Algo parecido aconteceu com Ruth, a moabita, que sendo estrangeira, foi bem acolhida pelo boaz. (Rt 2:1-23). Graças a Deus temos o céu, o dia e a noite, isso manifesta a sabedoria infinita do Pai do Senhor Jesus Cristo. Ele recompensa aqueles que lhe obedecem, mas também, pela sua graça, o nosso Pai Espiritual, perdoa os nossos pecados e nos limpa de toda a iniquidade. (Sl 19:1-14; Jo 1:17; Hb 11:6; 1 Jo 1:9). Pela sua graça maravilhosa, e tão necessária aos perdidos, porque sem ela não podemos ser salvos, então Deus mandou o seu Filho Unigénito, que já tinha prometido a Abraão e que foi simbolizado pelo seu filho isaac. (Gn 17:7,8,21; Gl 3:16; Tt 2:11). A graça de Deus se manifestou a Israel, mas eles deviam cumprir a lei de Moisés porque era a parte que estava estabelecida na aliança, antes do Senhor Jesus Cristo ter vindo, como homem. (Dt 7:1-26; 8:18; Jo 1:29). O Novo Testamento mostra-nos a graça do Senhor Jesus Cristo, também nós os filhos de Deus, devemos mostrar a nossa graça, para com as outras pessoas. (Cl 2:13; 3:13). Creio que Deus se compadece daquele que lhe obedece ou que lhe irá obedecer. Deus sabia que o Jacob se sujeitaria à sua vontade, como aconteceu com Abraão. Pela sua graça, Deus me deu capacidade de nascer de novo e viver uma vida agradável e próspera. (Gn 18:17-19; Rm 9.11-18,23; 11:24-32). A salvação não é pelas boas obras que eu possa fazer, mas é pela graça de Deus, revelada na sua palavra. Os Israelitas pensavam que deveriam ser mais abençoados, mas a salvação para judeus e gentios, é pela graça do Senhor Jesus Cristo. O Dono da salvação é Deus e ele a dá a todos de igual maneira e ele o faz pelo senhor Espírito santo e pelo meu arrependimento do pecado. (Mt 20:1-16). A ceia de Deus é para comermos a carne e o sangue do Filho Unigénito do Pai Celestial. Os convidados eram os judeus, mas eles não receberam o Messias verdadeiro e todos apresentaram motivos para o rejeitar. Visto que eles o rejeitaram, Deus logo mandou chamar os gentios, é verdade que Deus desejava salvar primeiro os judeus e usá-los para pregarem aos gentios. Muitos judeus que foram convidados pelos apóstolos, depois do dia de pentecostes, rejeitaram a salvação e morreram perdidos? Eu creio que sim! (Lc 14:6-20). Os fillhos de Deus foram beijados e abraçados pelo nosso Pai Celestial que nos fez nascer de novo, nos salvou e fez connosco uma aliança, baseada no sangue do Senhor Jesus Cristo, simbolizado pelo bezerro cevado. Os judeus que ainda não receberam o Messias verdadeiro, acham estranho o facto de os gentios acreditarem e terem sido salvos. Mas Deus continua a instar com os judeus para que recebam a salvação, por Cristo Jesus, nosso Senhor. Deus alegra-se com todas as pessoas, judeus ou gentios, que recebem o Senhor Jesus Cristo. (Lc 15:20-24). Tanto para judeus, como para gentios, a salvação é pela graça, começa pelo facto de receber a palavra de Deus e ser convencido pelo Espírito Santo e de se arrepender dos seus pecados e serão santificados na verdade, que é a palavra de Deus. (Mc 1:15; 6:12; Lc 7:50; 24:47). O governador romano, chamado Felix demonstrou graça os judeus e desgraça para S.Paulo. (At 24:27; 25:1-27) O anjo Gabriel, trouxe uma mensagem cheia de graça, para Maria, mãe do Senhor Jesus Cristo. (Lc 1:30) O povo que ouviu os apóstolos, manifestaram-lhes graça e á igreja que eles dirigiram. (At 2:47; 7:10,46). A graça de Deus livra-nos do temor e dá-nos coragem, portanto devemos agradecer ao Pai Celestial, confiando na sua graça. (At 4:33; 11:23; 13:43). O Senhor Jesus Cristo trouxe-nos a graça e a verdade, ele era cheio de graça e por isso falava com ousadia, demonstrando que estava disposto a morrer por eles, para os salvar, e não temia ninguém, nem coisa nenhuma. (Lc 4:20-22). Paulo e Barnabé, anunciavam o evangelho da graça, também estavam cheios da graça de Deus, por isso o Pai Celestial, usava as suas mãos para fazerem sinais e prodígios. (Mc 16:15-20; At 14:3; 20:24). Também devemos agir com graça para com os nossos inimigos, devemos viver de acordo com a doutrina do Senhor Jesus Cristo: perdoando, não andando com ressentimentos, amarguras, tristezas, para que não levemos outros a agirem em pecado, porque assim seremos privados da graça de Deus e seremos atormentados pelos espíritos imundos. (Mt 18:23-35; Hb 12:14,15). Mas podemos dizer a Deus o seguinte: Pai Celestial, ajuda-me a amar, bendizer, fazer bem e orar pelos meus inimigos humanos. (Mt 5:44) Aquela pessoa que rejeitar o Senhor Jesus Cristo, ficará perdida eternamente, porque está a ofender o Espírito de Deus que transmite para nós a graça de Deus Pai e Filho. (Hb 10:29). Meditámos sobre a graça do Deus único e verdadeiro, cheio de graça e de verdade, que é Espírito, Vida, Luz etc.. Ele é o criador e dono de tudo e de todos, mas manifesta-se a todos que recebem o seu Filho Unigénito e que vivem em paz e santificação. (Hb 11:6; 12:14; Jo 1:1-14). Para maior informação pode ler as páginas 681-683 do Novo Dicionário da Bíblia, Edições Vida Nova Caixa postal 21486 01000 São Paulo Brasil

1 comentário:

Orvalho do Céu disse...

Olá, João
Passo, com calma, bem antes da data, para desejar-lhe, com carinho fraterno, que vc tenha Boas Festas neste fim de ano!!!
"A felicidade é com a gota de orvalho numa pétala de flor, brilha tranquila, depois que leve oscila e cai como a lágrima de amor".
Que vc seja muito abençoado e feliz!!!
Abraços fraternos de Boas Festas

Aleluia eu Conheço Jesus

fé é o oposto do medo, temos fé no Deus que conhecemos e temos medo do que não conhecemos. Estudemos as palavras e actos do Senhor Jesus ...