sábado, janeiro 02, 2010

Já Ressuscitastes com Cristo


Não Pequeis

Tg 4:7; (comentário) A nossa intenção é viver em santificação, não devemos nenhuma obediência, espiritual, à carne, ou ao mundo, ou ao diabo, Deus nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor; agora sujeitamo-nos a Deus, resistimos ao diabo, e ele foge de nós, em nome de Jesus Cristo.

Rm 6:1-23; (comentário) Devo crer que viver no pecado, depois de ter recebido o Senhor Jesus Cristo, como meu Rei, Senhor e Salvador, é o oposto do que S. João me diz, e ele diz o seguinte:
1Jo 2:1; MEUS filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.
Jo 14:6; Cl 3:1-3; (comentário) Devo imaginar que o meu espírito, recebeu a vida eterna, essa vida é o Senhor Jesus Cristo, S. Paulo diz:
Cl 1:26,27; O mistério que esteve oculto desde todos os séculos, e em todas as gerações, e que agora foi manifesto aos seus santos;
Aos quais, Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, esperança da glória;
Segundo a lei de Deus, eu estou morto para o pecado, devo imaginar a mim mesmo, como morto para o pecado, e um morto não obedece....
Ap 2:17; Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao que vencer darei eu a comer do maná escondido, e dar-lhe-ei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe.
Cl 1:13; (comentário) Deus nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor;
1 Pd 3:20; (comentário) Devo imaginar o meu espírito, unido com o Espírito do Senhor Jesus Cristo, imagino-me sofrendo, as dores horríveis que Jesus Cristo, sentiu, imagino-me indo pregar, ao cárcere dos espíritos, os quais noutro tempo foram rebeldes, quando a longanimidade de Deus esperava nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca; na qual poucas (isto é, oito) almas se salvaram pela água;
Imagino-me a ressuscitar e a sair, pelo poder o Espírito de Deus, e a partir dessa experiência, imagino-me a viver uma vida nova, para a glória de Deus.

Rm 8:37; 12:15-21;; (comentário) Meditámos sobre o facto, de que agora, em Cristo, somos mais do que vencedores, por isso afastemo-nos do pecado, perdoemos os nossos inimigos, sabendo que a vingança pertence a Deus.





Uma Murmuração

Anciãos ou Presbíteros Eram os mesmos que os Bispos (Comentários estão entre parêntesis e tiveram a ajuda da Sociedade Religiosa Edições V...