terça-feira, agosto 25, 2009

Segui a Caridade e Procurai com Zelo os Dons Espirituais



Língua Estranha

1 Co 14:1-40;

1
A pessoa que fala língua estranha, não fala aos homens, senão a Deus,
Porque, ninguém entende o que diz, e em espírito fala, de mistérios seus.
O que fala língua espiritual estrangeira, ensina-se a si mesma, e fé obtém,
S. Paulo quer que todos falem línguas estranhas e isso ninguém se abstém.
2
O que fala línguas estranhas, e interpreta, é muito útil à igreja que o ouve,
Vou pedir a Deus que me dê o dom de falar línguas, para que a Deus louve.
O que fala língua estranha, deve pedir a Deus para que a possa interpretar,
É o espírito da pessoa que ora em línguas, por isso a alma não quer aceitar.
3
A melhor solução é orar, e cantar com o espírito, e orar e cantar com a alma,
Para que a pessoa que me ouve diga se concorda, e tudo se fará com calma.
Em línguas eu dou bem graças a Deus, vou poder fazê-lo sozinho, em casa,
Na igreja posso falar línguas comigo, e mesmo assim o Espírito extravasa.
4
Eu como espírito devo dominar-me, só intervindo na reunião para edificação,
Então para que haja paz, e não confusão, todos devem fazer a deprecação.
Não devemos proibir o facto de alguém em espírito, falar a Deus, em línguas,
Mas faça-se tudo decentemente, e com ordem, e contra isto não redarguas.

A Bondade

Deus é a Fonte de todo o bem e de tudo que é Bom e é Amor (Ez 36:26; 37:1-28; Pv 18:20,21; Mc 4;26-29; 16:17; Jo 11:25,26; Rm 8:26; 1 Co 14...