terça-feira, outubro 26, 2010

Tenho o Poder pela Graça de Jesus Cristo


Falarão Novas Línguas e Língua Estranha


Mc 16:17; E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demónios; falarão novas línguas;
1Co 14:2; Porque o que fala língua estranha não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios.
1Co 14:3; Mas o que profetiza fala aos homens, para edificação, exortação e consolação.
1Co 14:4; O que fala em língua estranha edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja.
1Co 14:5; E eu quero que todos vós faleis em línguas estranhas, mas muito mais que profetizeis; porque o que profetiza é maior do que o que fala línguas estranhas, a não ser que também interprete para que a igreja receba edificação.
1Co 14:13; Por isso, o que fala em língua desconhecida, ore para que a possa interpretar.
1Co 14:18; Dou graças ao meu Deus, porque falo mais línguas do que vós todos.
Sl 68:18; Tu subiste ao alto, levaste cativo o cativeiro, recebeste dons para os homens, e até para os rebeldes, para que o Senhor Deus habitasse entre eles.
Rm 11:29; Porque os dons e a vocação de Deus são sem arrependimento.
Rm 12:6; De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé;
1Co 12:1; ACERCA dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes.
1Co 12:4; Ora, há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo.
1Co 12:28; E a uns pôs Deus na igreja, primeiramente apóstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro doutores, depois milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas.
1Co 12:31; Portanto, procurai com zelo os melhores dons; e eu vos mostrarei um caminho mais excelente.
Ef 4:8; Por isso diz: Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro,e deu dons aos homens.
Hb 2:4; Testificando também Deus com eles, por sinais, e milagres, e várias maravilhas e dons do Espírito Santo, distribuídos por sua vontade?
Hb 11:4; Pela fé Abel ofereceu a Deus maior sacrifício do que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho dos seus dons, e por ela, depois de morto, ainda fala.
Jo 14:13,14; 1 Jo 5:14,15; Rm 8:26,27; 1 Co 14:12,13; 39,40;


Falar novas línguas é sinal de que cremos que Jesus Cristo ressuscitou, e mandou o Espírito de Deus para continuar a dirigir a igreja do Deus Altíssimo.
S. Paulo falava mais línguas do que as pessoas da igreja de Corinto, porque ele acreditava que isso o edificava, ele com o seu espírito falava de coisas, que pareciam inexplicáveis para a mente humana.
Temos o direito de receber o dom de falar em língua estranha, porque Jesus Cristo nos passou das trevas para a luz.
É o Espírito de Deus o Qual desceu no dia de pentecostes, que dá os dons, para edificação da igreja, e também dá o dom de falar em língua estranha a quem o pedir.
Não devemos ignorar que entre todos os dons, também há, o dom de falar língua estranha, para aquele que crer que pode falar, mas deve fazê-lo em amor, e inspirado pelo Espírito Santo.
Todo o ser humano tem um espírito, portanto pode falar em língua estranha, mas se não receber o Senhor Jesus Cristo, como seu Rei, Senhor e Salvador, estará sempre separado de Deus, e se morrer nesse estado, sofrerá muito, e eternamente.
Cada cristão deve procurar com zelo os melhores dons, deve procurar com zelo falar língua estranha, e também profetizar etc..
É a vontade do Espírito Santo dar-nos os dons que pedirmos em nome do Senhor Jesus Cristo, inclusive o dom de falar língua estranha, para que o diabo, e a nossa própria mente, não nos impeçam de pedir de acordo, com a vontade de Deus, porque não sabemos o que havemos de pedir, nem pedimos a Deus, como Lhe convém.
É pela fé e pela oração, que sabemos que o Espírito de Deus, nos inspira a falar língua estranha, e interpretar, e profetizar etc..
Exemplo:
Se eu estiver a fazer uma soldadura no costado de um petroleiro, no estaleiro da Lisnave, posso usar uma picadeira para tirar a crosta que fica por cima do cordão de soldadura, e posso passar o disco da rebarbadora, para que o cordão fique mais perfeito, mas também posso não acreditar que utilizando a rebarbadora, o cordão vai ficar mais perfeito, então ele não ficará tão perfeito, porque eu não tive fé na rebarbadora.
Se um cristão não falar língua estranha, porque não acredita que é para hoje, ou se por qualquer outro motivo não o fizer, o diabo estará a enganá-lo, e esse cristão, falará a Deus, só com a sua mente, e não pedirá o que deveria pedir em língua estranha, portanto não está a utilizar todas as ferramentas que estão à sua disposição.
Se eu quero ser mais útil à igreja, e por isso desejo falar língua estranha, profetizar etc., devo pedir isso a Deus.
Se eu devo pedir a Deus que me dê a interpretação da língua estranha, que falei, é porque os dons que tenho, ou que vou receber dependem da minha fé e não de Deus directamente, é óbvio que todo o bem vem de Deus, mas Ele manda-me pedir-Lhe.
Isto é como o pai que tem dois filhos, um quer comer maçãs e outro quer comer pêssegos, então o pai pode dar-lhes o que cada um precisa e pede.
O espírito humano pode falar língua estranha, mas o entendimento não pode e não entende o que o espírito fala, então vamos deixar que eles façam o que podem, sem proibir nenhum deles, de fazer o que pode.
Portanto, nem no tempo de S. Paulo, nem agora, devemos proibir alguém de falar em língua estranha, desde que não esteja a causar confusão.
Se ele falar só movendo os lábios, ou se falar em sua própria casa, não causa confusão a ninguém.
Na Holanda, eu orei em língua estranha, porque o cão de um cristão, que eu estava visitar, estava a rosnar, e o cão calou-se, e disse o meu amigo cristão: O cão entende a língua portuguesa, para ele o facto de eu estar a orar em língua estranha, tinha o mesmo efeito do que se estivesse a orar em português, portanto desde que você não incomode ninguém pode orar em língua estranha, à sua vontade.

Meditámos sobre o falar em língua estranha, mas parece que há pessoas que ficam incomodadas, então ore só movendo os lábios ou vá para um local em que esteja sozinho, e depois volte.















Uma Murmuração

Anciãos ou Presbíteros Eram os mesmos que os Bispos (Comentários estão entre parêntesis e tiveram a ajuda da Sociedade Religiosa Edições V...