sábado, novembro 16, 2013

A Prudência

http://www.estudosdabiblia.net/d104.htm

Enfrentando o Medo

Algumas palavras são simplesmente assustadoras. Assalto. Estupro. Homicídio. Câncer. Morte. Guerra. Inferno. Em nossas vidas, enfrentamos estas palavras e as realidades que representam, mas como devemos reagir? Cristãos, pessoas que sinceramente confiam no Senhor, devem sentir medo? O que diz a Bíblia sobre o medo?

É Normal Ficar Assustado
Neste estudo, vamos observar que há vários sentidos em que o discípulo de Cristo não precisa, e nem deve, temer. Para não criar uma preocupação desnecessária (medo de sentir medo?!), devemos notar que é normal ficar assustado em algumas situações. Deus criou o ser humano e outras criaturas com a capacidade de reconhecer e reagir ao perigo.
O pedestre que não reconhece o perigo de um ónibus descontrolado, chegando em alta velocidade, não tem muita expectativa de vida, numa cidade grande.
A criança que não percebe o perigo de cair num precipício, pode facilmente, perder a vida. O medo natural serve para nos proteger.
Não é pecado ficar assustado quando encaramos um cão bravo, ou uma cobra venenosa ou um assaltante armado.

Temer ou Não Temer
Vamos considerar as nossas decisões de temer ou não certas coisas e pessoas. A nossa preocupação não é com a adrenalina, e sim com a fé.
Vamos abordar a questão do medo do ponto de vista de uma decisão.
Podemos fazer uma comparação com o amor.
Normalmente, pensamos no amor como se fosse sentimento, algo fora do nosso controle.
A própria Bíblia fala sobre o amor nestes termos, especialmente no contexto de atração entre homens e mulheres (Génesis 34:3; 2 Samuel 13:4,15; 1 Reis 11:1). O amor, porém, é mais do que mero sentimento. É algo que decidimos fazer, e escolhemos o seu objeto. Deus ordenou que nós amássemos, e decidimos fazer ou não o que ele mandou.
Assim, devemos amar o Senhor (Mateus 22:37), o nosso próximo (Mateus 22:39), a nossa mulher (Efésios 5:25) e até os nossos inimigos (Mateus 5:44). São ordens do Senhor, e decidimos obedecê-las.

De semelhante modo, decidimos temer ou não temer.
Deus fala, e nós obedecemos.
Por exemplo, Jesus disse: "Digo-vos, pois, amigos meus: não temais os que matam o corpo e, depois disso, nada mais podem fazer. Eu, porém, vos mostrarei a quem deveis temer: temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno.
Sim, digo-vos, a esse deveis temer" (Lucas 12:4-5).
É um mandamento! Não tema estes, mas tema aquele. Sendo mandamento, exige uma decisão.
O servo fiel não temerá os perseguidores que matam o corpo, mas temerá aquele que tem poder para lançar no inferno.

Uma vez que compreendemos que decidimos ter medo ou não, podemos apreciar melhor o ensinamento bíblico sobre o assunto.

Não Tenha Medo
Encontramos frequ

Aleluia eu Conheço Jesus

fé é o oposto do medo, temos fé no Deus que conhecemos e temos medo do que não conhecemos. Estudemos as palavras e actos do Senhor Jesus ...