quarta-feira, maio 09, 2012

Deus Enviou seu Filho Unigénito à Terra

Glorificado Dt 8:15; Rm 1:16; Jo 1:1-14; 3:5; 4:14; 5:31; 8:50; Mc 14:3-9,61,62; Is 53:11; Mt 26:63,64; Cl 3:1; At 7:55; Mc 12:36; Lc 20:43; 22:69; Ef 1:20; Hb 1:3,13; 2 Co 9:10; Gl 5:22; Ef 5:9; Fp 1:11; 4:17; Cl 1:6; Hb 12:11; 13:15; Tg 3:18; Meditemos sobre a salvação que há em Cristo Jesus nosso Rei, Senhor e Salvador. Jesus, no último dia da festa, demonstrou que ele mesmo é a água viva, que sacia a sede espiritual Jo 7:39, E isto disse ele do Espírito que haviam de receber os que nele cressem; porque o Espírito Santo ainda não fora dado, por ainda Jesus não ter sido glorificado. Querido leitor (a), se tu tens sede de vida eterna, vem a Jesus Cristo, recebe-o como teu Rei, Senhor e Salvador, então recebendo também o Espírito de Deus, que foi enviado sobre a sua igreja, terás vida eterna, porque o Espírito de Deus te guiará em toda a verdade, que está contida no evangelho, que é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê. 8:54, Jesus respondeu: Se eu me glorifico a mim mesmo, a minha glória não é nada; quem me glorifica é meu Pai, o qual dizeis que é vosso Deus. Querido leitor (a), ao receberes a Jesus, estás a receber aquele que não testificava de si mesmo, mas só Deus pai, com verdade, testificava dele e queria que ele fosse exaltado. 11:4, E Jesus, ouvindo isto, disse: Esta enfermidade não é para morte, mas para glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por ela. Querido leitor (a), ao receberes a Jesus, estás a receber aquele que era exaltado, pela enfermidade e pela morte, porque tudo vencia, mostrando assim que nada, nem ninguém é maior do Que ele. 12:23, E Jesus lhes respondeu, dizendo: É chegada a hora em que o Filho do homem há de ser glorificado. Querido leitor (a), ao receberes a Jesus, estás a receber aquele que foi exaltado, devido à sua obediência ao Pai Celestial, mesmo na morte na cruz, assim podemos ser justificados porque Jesus levou as nossas injustiças sobre si mesmo, como se fosse o pior pecador, que veio, ou que virá, ao planeta terra. Então devemos pertencer à sua igreja, porque o Pai Celestial nos honrará. 13:31, Tendo ele, pois, saído, disse Jesus: Agora é glorificado o Filho do homem, e Deus é glorificado nele. Querido leitor (a), ao receberes a Jesus, estás a receber aquele que foi exaltado, porque glorificava a Deus, obedecendo-lhe em tudo, por isso, o Pai Celestial também o exaltou. 14:13, E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. Querido leitor (a), ao receberes a Jesus, estás a receber aquele que tinha o Deus Criador, único, vivo e verdadeiro, como sua fonte de pensamentos, palavras e obras. 15:8, Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos. Querido leitor (a), ao receberes a Jesus, estás a receber aquele que é a videira verdadeira, ele nos dá vida, sabedoria e força para produzirmos bom fruto, para podermos imitá-lo obedecendo à palavra de Deus e tendo também o Pai Celestial, como nossa fonte de pensamentos, palavras e obras. 16:14, Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar. Querido leitor (a), ao receberes a Jesus, estás a receber aquele que é a videira verdadeira, cuja seiva é o Espírito de Deus, o qual nos ensina a doutrina de Jesus e nos dá a energia e sabedoria, que é comum a Deus Pai e a Deus Filho. 17:1, JESUS falou assim e, levantando seus olhos ao céu, disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o teu Filho te glorifique a ti; Querido leitor (a), ao receberes a Jesus, estás a receber aquele que só queria exaltar o seu Pai Celestial, e sabia que sem Deus nada podia fazer. apesar de ter existido antes da criação do mundo. NO princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens. E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam. Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João. Este veio para testemunho, para que testificasse da luz, para que todos cressem por ele. Não era ele a luz, mas para que testificasse da luz. Ali estava a luz verdadeira, que alumia a todo o homem que vem ao mundo. Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu. Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome; Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigé
nito do Pai, cheio de graça e de verdade. Querido leitor (a), ao receberes a Jesus, estás a receber aquele que está assentado à direita de Deus Pai todo poderoro, eterno e glorioso.

Receberemos um Novo Corpo

(Gn 1:1-4; Rm 5:5; 8:11,14,26; 15:19; 1 Co 15:50-58; Sl 119:25,107,149,154,156; 143:11; 2 Co 3:6; Jo 14:17,26; 15:26; 16:13;20:22; Is 53:4,...