quarta-feira, novembro 21, 2007

Hb 6:1-7; Os Rudimentos da Doutrina de Cristo

O que o Texto não Disse

Hb 6:1-7; Para Compreender o que não é Explicado Devo estudar os Rudimentos da Doutrina de Cristo.

Mt 6:5,6; Os hipócritas, tinham prazer em orar em pé, nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens ... eles fingiam ser muito santos. Mas o texto não diz: qual era a sua altura, a sua idade, a cor da sua pele, a temperatura do seu corpo, a cor das suas vestes, as riquezas que possuíam, os nomes dos seus pais e irmãos, os seus conhecimentos do A.T. (Antigo Testamento) a sua posição social, o lugar onde moravam, qual a tribo a que pertenciam, se eram tristes ou alegres, se gostavam de dizer anedotas, não conta a sua biografia. Até podiam fazer boas obras, mas o interesse do texto, é mostrar que não devemos ser como eles, naquela sua forma de pensar e agir errada.
Uma mensagem para eles, era a seguinte:
Quando orares, entra no teu quarto, e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em oculto; e teu Pai, que vê secretamente, te recompensará. Aqui o texto não explica o que é o aposento, nem Quem é o Pai, nem porque é que Ele vê secretamente, nem porque é que o recompensará.

Mt 7:7; Este texto também não explica, talvez porque a capacidade do escritor, não era a melhor, não explica: a quem devemos pedir, quem dará, o que devemos buscar, onde devemos encontrar, onde devemos bater, e o que é que se abrirá. Certamente o Espírito de Deus teria que usar a limitada capacidade intelectual do escritor, e não poderia ir além dela.

Mt 18:19; Aqui não sabemos quem são estes dois, se serão brancos, negros, velhos, novos, anciãos, machos, fêmeas, o texto não diz se é preciso fé, além da concordância, para pedir qualquer coisa, ou todas as coisas.

Mc 11:23-25; Também aqui não é explicado: qual é o monte, qual é o mar, se isto é dito em sentido espiritual, ou material; não é explicado: se é necessário que o agressor peça perdão, antes que o ofendido deva perdoar.

Lc 11:13; Não é explicado: quem É o Espírito Santo, nem como Ele é dado, se será em forma de uma pomba, nuvem, fogo, vento, arrepio, voz, visão de uma sarça que arde sem se consumir, etc.,

Lc 18:1-8; Não é explicado: a quem devemos orar, nem quem é o juiz, nem quem é a viúva, nem quem é o adversário, nem quanto tempo o juiz, se manteve sem fazer justiça, nem porque é que ele não temia a Deus, nem porque é que ele não respeitava os homens, nem o que é que ele sentiu perante a insistência da viúva, nem explica quem é o Senhor, nem quem são os escolhidos, não explica quanto tempo equivale à palavra depressa, nem quem é o Filho do homem, nem o que é a fé.

Jo 4:23; Nem explica: o que é a hora vem, se a hora vem, como se compreende que já chegou, não é explicado o que significa o adorem em espírito, é o espírito do Pai, ou o espírito do adorador?

Jo 15:7; Não é explicado: o que é estar em Jesus Cristo, nem o que significa: minhas palavras estarem em vós,nem o que significa: vos será feito.

Jo 9:31; Não é explicado a que se referem as palavras: nós, nem porque é que Deus não ouve a pecadores, se Ele ouviu o Adão e Eva, depois de terem pecado, não é explicado porque é que Deus ouve aqueles que O temem e fazem a Sua vontade.

At 10:4,31; O texto não mostra porque é que Cornélio, centurião da coorte, chamada italiana, teve o privilégio de ver um anjo de Deus; certamente haveria outros homens piedosos e tementes a Deus, que faziam muitas esmolas ao povo, e que de contínuo oravam a Deus, porque é que só ele, sendo gentio, viu um anjo de Deus?

At 20:17,36; Não é dito porque é que se puseram de joelhos para falar com o Pai celestial, nem o que disseram ao nosso Criador, nem porque é que pediram em vez de louvarem a Deus.

Ef 6:18; (Hb 5:12; 6:1-7; 1 Co 3:1-7; 1 Pd 2:1-5;) Não é explicado o que significa orando em todo o tempo, nem o que é, toda a oração e súplica no Espírito; o que falta são os rudimentos da doutrina de Cristo.

Hb 4:16; Falta explicar o que é o trono da graça, ao qual devemos chegar com atrevimento, falta saber quando é o tempo oportuno, falta saber, para que precisamos de alcançar misericórdia, é para sermos ajudados, mas em quê, na doença, na pobreza, ou na tristeza?

Tg 5:14,15; Não explica qual é a doença, nem quem são os presbíteros, nem como oram sobre o doente, nem que espécie de azeite utilizavam, nem quem é o Senhor, nem o que é a oração da fé, que salvará o doente, nem quem perdoará os pecados, que tenham cometido, nem o que significa perdoar pecados, será apagá-los no cérebro e no espírito da pessoa e no cérebro e Espírito de Deus?

Tg 1:5-8; Não é explicado que género de conhecimento podemos pedir a Deus, nem porque é que Deus, deveria dizer o seguinte: dei-te a minha sabedoria e o que foi que tu me deste, nem porque é que o texto não diz: peça-a com atrevimento, em vez de usar palavras que não são entendidas pela maioria das pessoas.

Tg 4:3; Não é explicado o que é pedir para gastar em seus deleites, será só essa a razão porque as pessoas pedem coisas a Deus e não recebem? Não é explicado o que a pessoa vai gastar nos seus deleites, será dinheiro?

1 Jo 5:14,15; Não é explicado qual é a vontade de Deus, em cada pedido que Lhe fazemos, diz que Deus nos ouve, mas não diz que Ele dá, não é explicado porque é que apanhamos o que pedimos, é pela graça?

Sem comentários:

A Bondade

Deus é a Fonte de todo o bem e de tudo que é Bom e é Amor (Ez 36:26; 37:1-28; Pv 18:20,21; Mc 4;26-29; 16:17; Jo 11:25,26; Rm 8:26; 1 Co 14...