Como Saber que Estou em Pecado


Como Saber se Estou em Pecado Hb 9.14 muito mais o sangue de Cristo, que, pelo Espírito eterno, a si mesmo se ofereceu sem mácula a Deus, purificará a nossa consciência de obras mortas, para servirmos ao Deus vivo! (Obras mortas são aquelas que produzem morte, ou separação de Deus; exemplo: a desobediência da Eva e do Adão são obras mortas, e isso é chamado de pecado) 1 Jo 1.7 Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. 1.8 Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. 1.9 Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. 1.10 Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós. Ap 21.8 Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre, o que é a segunda morte. Salmo 51:3; (O caso de David com Bathseba estava sempre diante dele, não se connseguia esquecer, depois de o profeta Natan, enviado por Deus, o ter admoestado) Ex 20.1 Então, falou Deus todas estas palavras: 20.2 Eu sou o SENHOR, teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão. (peco se não reconhecer, ou não acreditar que Deus me tirou do mundo para o reino do seu filho amado Jesus Cristo) 20.3 Não terás outros deuses diante de mim. (Jo 4:24; Deus é Espírito, se eu me prostar e adorar obras de arte, ou qualquer coisa material, estou a pecar) 20.4 Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima nos céus, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. (Nm 21:8,9; 2 Rs 18:1-4 o pecado consiste em se prostar e adorar imagem material ou outro ser que não seja o Deus do Senhor Jesus Cristo) 20.5 Não as adorarás, nem lhes darás culto; porque eu sou o SENHOR, teu Deus, Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até à terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem ( Dt 5:9,10; Deus não gosta que eu adore outros seres porque no Céu, só vou adorar o meu Criador) 20.6 e faço misericórdia até mil gerações daqueles que me amam e guardam os meus mandamentos. 20.7 Não tomarás o nome do SENHOR, teu Deus, em vão, porque o SENHOR não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão. (DT 5:11 cometo pecado se usar o nome ou caráter de Deus sem o devido respeito, ou sem nenhuma utilidade e glória para Deus, porque devo fazer tudo para o glorificar) 20.8 Lembra-te do dia de sábado, para o santificar. (At 15:1-4,23-29; Gl 4:5-11 O sábado era guardado pelos servos de Deus, nós somos filhos, herdeiros de Deus por Cristo; o sábado não é Deus para que o adoremos; o sábado é fraco e pobre é simplesmente um dia como outro qualquer; Porque Jesus ressuscitou então devemos servir a Deus todos os dias, devemos orar sem cessar; nem a igreja, nem os apóstolos, nem os anciãos, nem o Espírito Santo impuseram o sábado, talvez porque Deus, depois de ter acabado a primeira Criação ainda criou o corpo de Jesus, o segundo Adão, continuando a sua criação e fazendo que Jesus ressuscitasse ao domingo e não ao sábado, então os cristãos desde o princípio da igreja, guardaram o domingo) 20.9 Seis dias trabalharás e farás toda a tua obra. 20.10 Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR, teu Deus; não farás nenhum trabalho, nem tu, nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o forasteiro das tuas portas para dentro; 20.11 porque, em seis dias, fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há e, ao sétimo dia, descansou; por isso, o SENHOR abençoou o dia de sábado e o santificou. 20.12 Honra teu pai e tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR, teu Deus, te dá. (Livro de Provérbios; Mc 7:10-12; Ef 6:1-3; Gn 9:23; Pv 30:17) 20.13 Não matarás. (A vida humana é santa para Deus. Nm 35:23 mostra que uma morte sem má intenção não deve ser castigada, leia todo o capítulo) 20.14 Não adulterarás. (Refere-se à santidade conjugal) 20.15 Não furtarás. (Refere-se à santidade da propriedade privada) 20.16 Não dirás falso testemunho contra o teu próximo. (Refere-se à santidade do bom nome e á proibição da difamação) 20.17 Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma que pertença ao teu próximo. (Refere-se ao resumo dos quatro mandamentos anteriores; Mt 5: 27,28)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Considera-o como um Gentio e Publicano

Entra no Gozo do teu Senhor Jesus Cristo o Rei Eterno

O Fruto da Justiça Semeia-se na Paz