quarta-feira, outubro 06, 2010

O seu Espírito Foi Elegido?


Comentário à 1ª Epístola de S. Pedro


Gn 3:21; 12:1-5; 15:18; 18:17-19; Ex 9:24-26; Dt 14:2; Ne 9:6--8; Mt 8:11; Jo 8:28-47; At 6:5; 15:22,40; Rm 4:3,16,17,24,25; 2 Co 1:19; Gl 3:7; 1 Ts 1:1; 2 Ts 1:1; Hb 11:6,12; 1 Pd 5:12,13; Ap 14:8; 16:19; 17:5; 18:2,10,21;
1 Pd 1:1;

S. Pedro é um apóstolo de Jesus Cristo Ele ditou as suas epístolas, e Silvano, ou Silas as escreveu, numa linguagem muito parecida com as epístolas de S. Paulo, porque foi o mesmo Silas que escreveu o que Paulo lhe ditou, mas foi o Espírito de Deus que ditou as palavras de ambos os apóstolos.

Deus tinha prometido ao Abrão que faria dele uma grande nação, e abençoaria os que o abençoassem, e amaldiçoaria os que o amaldiçoassem.
Actualmente Abraão pertence ao reino dos céus, juntamente com Isaac e Jacob, seus filhos.
Os judeus do tempo do Senhor Jesus Cristo, pensavam que por serem descendentes de Abraão, eram seus filhos, mas o Senhor explicou-lhes que Abraão sempre foi dirigido por Deus, se não tivermos em conta o problema, com a sua escrava Agar, mas certamente ele se arrependeu e Deus lhe perdoou.
Então Jesus explicou-lhes que eles não eram filhos de Abraão, porque eram escravos do pecado.
Quando eles disseram que eram filhos de Deus, Jesus explicou-lhes que eles, não amavam o Unigénito de Deus, nem ouviam a palavra que Ele falava, por isso eram filhos do diabo.
Abraão acreditava que Deus existe e é galardoador dos que O buscam, e fazia sempre a Sua vontade, por isso Deus considerou que ele era justo.
Abraão vivia pela fé na graça de Deus, como também desde Adão e Eva se acreditava que Deus daria o Seu cordeiro, que tira o pecado do mundo perdido, isso foi simbolizado pelas túnicas de peles, de animais inocentes, com que Deus os vestiu.
Aos judeus e gentios que recebem a Jesus Cristo nosso Senhor, e que crêem Nele, e crêem no Pai Celestial que o ressuscitou dos mortos, Deus os justifica, se perseverarem em obedecer a Deus demonstrarão que são eleitos, por Ele, porque Ele elegeu a Abraão, e todos os que fazem boas obras, pela fé na graça do Senhor Jesus Cristo, são descendentes e filhos de Abraão, porque ele é o pai de todos os que têm fé.
Deus elegeu a Abraão, porque achou que o seu espírito era fiel, mas o espírito dos judeus que perseguiam o Senhor Jesus Cristo, não eram fiéis a Deus.
Os doze e a multidão dos discípulos, elegeram homens para tratarem de trabalho relacionado com as viúvas, deviam ter boa reputação, estarem cheios do Espírito Santo e de sabedoria.
Os apóstolos e anciãos, com toda a igreja, elegeram varões, para irem com Paulo e Barnabé, a Antioquia.
Deus também elege homens, mas analisa os seus espíritos mesmo antes de nascerem, para que saiba que os seus espíritos são capazes de O servir, como fez com Abraão, e com todos os que receberam o Senhor Jesus Cristo.

Meditámos sobre as palavras de S. Pedro e sobre a previsão e eleição de Deus Pai, que quer que andemos em santificação.


Sem comentários:

Uma Murmuração

Anciãos ou Presbíteros Eram os mesmos que os Bispos (Comentários estão entre parêntesis e tiveram a ajuda da Sociedade Religiosa Edições V...